sábado, 17 de setembro de 2011

10.000


Nove meses e pico depois de ter começado, este blog passa a marca bem redonda dos 10.000 visitantes.

Não, infelizmente, não são 10.000 euros, nem sequer 10.000 dollars de ganhos... Um dia, um dia... Por enquanto são apenas visitantes, mas de um luxo tal que nem 10.000 euros os pagariam, hehe! :)

Aqui ficam 10 curiosidades do blog, que é a estrela e centro de atenções do dia de hoje:

1) Começou no dia 6 de Janeiro de 2011, após ter definido como uma das resoluções do ano novo, a criação do blog e uma aposta a sério no Poker.

2) Ao contrário do que costuma ser habitual em estatísticas de navegação, aqui, metade dos visitantes usa o Firefox. Em segundo aparece o Internet Explorer com 22% e curiosamente, o Chrome, com 21%.

3) O mês até agora com mais visitas foi o de Junho de 2011, com 3.491.

4) Curiosamente o post que, de longe, é o mais lido é o "Em busca do meu cash yin-yang " tudo isto porque o meu blog aparece no topo da primeira página das pesquisas de imagens do Google para a palavra "yin yang". Já pensei começar a rentabilizar isso, mas ainda não descobri uma forma. :)

5) O post mais lido tirando o atrás referido, é o de tema bem aberto, "Assalto à banca: fazemos cashout dos bónus ou não?". Um dos posts que mais gozo me deu a escrever.

6) O blog privado que mais visitas envia para o meu blog, é o da Lucky Ladies. O site de maior referência é o Google e a seguir o portal Blogs Poker.

7) A publicidade que, ainda, gera mais retorno, é a do Google Adsense, mas que nem chega para uma banca inicial.

8) Portugal e Brasil dominam as origens dos visitantes, com 5.369 para Portugal e 3.670 para o Brasil. Infelizmente, nem Timor Leste, nem nenhum país dos PALOP aparece sequer no top 10.

9) O mês com mais postas de pescada, vulgo, posts, foi Janeiro. Apesar disso é o mês com menos visitas.

10) Há quem aceda ao blog a partir da PlayStation3, o que acho uma das cenas mais fixes de fazer! :)

E porque isto é mais um exercício de auto-estima num momento que fica como landmark do blog, não vos maço mais. Obrigado por se continuarem a enganar nos clicks e por todos os feedbacks que me deram até hoje. Prometo um novo update lá para os 100.000! ;D

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Update rápido, rapidinho e mais rápido ainda

Quase em modo de resumo digo que hoje na Lock Poker a "viding" continua na mesma. Acabei a sessão a perder 3 buy-ins com o EV a dar-me outra goleada. Mas como agora faço parte dos Tiltados Anónimos digo apenas que joguei muito mal mais uma vez. Que tenho é que continuar a investir no estudo e que isto de andar sempre a bluffar na NL4 tem que acabar. "Olá a todos, o meu nick é Underkkover e sou um tiltado!"


Pelo menos nos investimentos que fiz nestes dois dias em day trading de acções na Plus500 (para quem não sabe, que leia o meu post "Onde investir o dinheiro dos lucros do Poker e não só") deram-me um retorno ligeiramente acima dos 20%, o que me fez pensar se é sorte de principiante ou se descobri afinal a minha Meca. :)

Bem, avançando que a seguir vem é o post que marca o dia de hoje e que pouco tem a ver com ganhos ou perdas. Até já!

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Onde investir o dinheiro dos lucros do Poker e não só

Há uns dias que ando a estudar locais onde colocar o meu dinheiro reservado para investimentos. O dinheiro a mais tem de trabalhar para nós e não o contrário. Quem não semeia, não colhe.


Depois de avaliar o que os bancos ofereciam e alguns negócios potenciais, resolvi investir em trading online. Experimentei e estou muito satisfeito com os resultados. Para já não me considero um especialista, nem de perto, mas o meu sistema é simples, sem praticamente risco de perda do dinheiro e os retornos já começam a ser interessantes.

O facto de jogar Poker e ser um ex-jogador de Xadrez, acaba por também dar alguma bagagem para levar o trading online sem loucuras e com a paciência necessária. Para um jogador de Poker é fácil controlar os tamanhos dos investimentos e não apostar tudo no mesmo cavalo. Afinal de contas, se há algo que ele percebe é de gestão de banca. :)

Para quem quiser experimentar ou apenas tiver curiosidade, aqui fica o meu método e algumas dicas importantes.

Método de investimento em trading online

1) Abrir uma conta numa operadora de trading

Depois de muito procurar e analisar, acabei por abrir conta na Plus500 (cliquem para verem). Digamos que não é a plataforma com mais opções do mundo, nem de perto, mas é perfeita para quem está a começar como eu. Tem acções dos mercados europeus principais e dos EUA. Permite também negociar moedas, mercadorias e índices. Perfeita para ganhar experiência antes de querer evoluir para acções mais complexas de mercados não tão fiáveis.

O software é muito prático e intuitivo e permite começar a jogar com play money, tal como no Poker. Aconselho a testarem antes com o play money para apanharem o feeling à mecânica das compras e vendas instantâneas.

Aqui fica um vídeo de apresentação da  Plus500:


2) Colocar o dinheiro a investir na plataforma

Com a Plus500 foi bem fácil, pois aceitam Moneybookers. Como uso a Moneybookers para o meu dinheiro do Poker, acaba por ser perfeito. Transferir dinheiro para a plataforma, foi mais rápido que um tiro do Lucky Luke! :)

Num abrir e piscar de olhos fiquei com o meu dinheiro disponível para investir.

3) Comprar e vender acções, moedas, mercadorias ou índices

Antes de comprarem o que quer que seja, pensem e escolham títulos que acreditem vão valorizar. Nunca invistam todo o dinheiro num só e façam como no Poker e definam o valor máximo por item e sejam rigorosos. Espalhem os investimentos. Alguns títulos dão dinheiro em menos de 5 minutos, outros podem demorar alguns dias.

Uma dica importante que vos deixo é lerem informações sobre tendências. Eu aconselho-vos o site da 4 Traders que tem muita coisa mesmo. Procurem lá os vossos títulos e vejam especialmente o que os traders aconselham antes de decidirem. Isto é principalmente válido, se forem investir mais no médio-prazo (que nesta caso são alguns dias ou semanas).

É principalmente útil o separador "consensus", pois resume rapidamente se devemos comprar, vender, manter e se estamos acima ou abaixo do preço alvo esperado. Tudo isto baseado na opinião de vários especialistas em trading. Vejam um exemplo aqui da situação do Deutsch Bank: análise para o Deutsche Bank actual.


Ora vejam lá este edifício do Deutsche Bank e digam lá que os homens lá dos conselhos não têm razão que devemos comprar acções e já:


Depois de apanharem o jeito, é só deixar o dinheiro a trabalhar no início da manhã e recolhe-lo ao final do dia. :)

Extra) Para quem tem blogs ou outros e quer criar uma rede de ganho por comissões

Para quem tem amigos interessados, pode-se antes inscrever como afiliado da Plus500 e depois ficar com eles associados. Assim podem ir ganhando uma percentagem dos lucros gerados pela própria plataforma de trading. Aqui fica o link para os potenciais afiliados: conta afiliado Plus500. A brincar a brincar, é uma espécie de Rake back que não devemos descurar. Afinal de contas, parece que o mundo do trading, não é assim tão diferente do mundo do Poker.

Eu hoje já ganhei dinheiro com petróleo, com prata, com o Deutsche Bank e com o índice de bolsa Alemã.

Deixei agora a render dinheiro na Hellenic Cola que está muito sub-valorizada e apesar de ser Grega, engarrafa garrafas para a Coca-cola e está no índice de estabilidade do Dow Jones, logo não se pode perder dinheiro nesta. Investi também no banco suiço UBS, que depois do escândalo da fraude tem as acções a preço de saldo e afinal de contas nunca vai deixar de ser Suiço. Finalmente, coloquei mais algum no Deutsche Bank que tem as acções no limite baixo e se há local onde não se perde dinheiro, é num banco alemão!

Espero que tenham gostado da sugestão e que se divirtam tanto como eu já o estou a fazer. :)

Tiltados Anónimos

Olá a todos, eu sou o Underkkover e sou tiltado.

É a minha primeira vez neste grupo e por isso começo por dizer que até hoje achava que não tinha um problema com o tilt. Infelizmente tenho. Eu tilto muitas vezes. Hoje foi apenas mais uma delas. Estava com demasiada pressa em apanhar os vilões das minhas mesas e... tiltei. Perdi 4 buy-ins num abrir e fechar de olhos.

Quando isso aconteceu, lá me lembrei que hoje o dia todo me dizia para não abrir mesas. O dia todo me pediu para nem pensar em jogar. Infelizmente, tiltei em 6 mesas ao mesmo tempo.

Mesmo assim não queria admitir que tiltei, mas apenas que joguei mal. Sim, vejo vários de vocês a acenarem que sim com a cabeça. Eu sei que vocês me compreendem pois já passaram por isto.

Enfim, se há lição que posso tirar, é que não sou um jogador ganhador porque tilto. Vejam só o meu gráfico na Lock Poker e vejam a inclinação quando ganho e as de quando perco... diz tudo:


Sinto agora um grande vazio emocial. Espero conseguir recuperar um sentido para a vida. Espero voltar a acreditar que há vida para além do tilt.

Estou nesta altura bastante sensibilizado com todos os que passam pelo mesmo. Direi até que estou emocionado. Li há pouco que controlar uma sessão perdedora a tempo, é meio caminho andado para vencer no Poker. Eu acredito nisso.

Procurem-me nas mesas e tirem-me dinheiro. É fácil. Eu também vos adoro.

Prometo que a partir de agora vou praticar a honestidade e não tentar camuflar o meu problema. Admito, eu por vezes tilto e nesses momentos deito muito a perder.

Acredito e mantenho a minha esperança num futuro melhor, pois tudo é possível, inclusive, viver com qualidade sem ser um tiltado como eu sou agora. Basta sermos honestos e manter o esforço.

A minha honestidade começa hoje: eu sou o Underkkover e sou um tiltado.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Um caminho de mil milhas, começa sempre pelo primeiro passo

... e depois pelo segundo e depois pelo terceiro, faça chuva ou faça sol, animados ou enxovalhados, sempre a caminhar até ao final... finalmente chegar... um dia... :P


Hoje joguei mais umas mãos em cash NL4 6-max na Lock Poker. Como faço multi-tabling agora com 4 mesas, já deu para ver que o desafio de chegar às 15k mãos vai ser o mais difícil de atingir até ao final do mês. Pode ser que apanhe um dia bom para meter horas no Poker, mas à noite durante a semana e cansado não dá para muito...

No passado joguei já 12 mesas e até 16 mesas ao mesmo tempo. Fiz isso na PokerStars, enquanto lá estive. Foi bom para libertar bónus, mas acabei por terminar ou perdedor ou ligeiramente vencedor, já nem sei. Para as horas que dediquei, não compensou - facto. Não fossem os bónus e então diria que tinha sido muito mau mesmo.

Agora jogo as 4 mesas e só por culpa de algum lobby do EV é que lhe fico atrás. com 4 mesas está a ser muito fácil definir o tipo de jogadores adversários e, talvez, também por estar a estudar de novo, os resultados são positivos.

Vou com cerca de 2k mãos em cerca de 6 horas ao todo. Sei que há quem faça 1k por hora. Eu também já o fiz no passado com as 12 mesas. Há quem tenha 8h por dia para o Poker. Sorte a deles. Por aqui, anda-se a fazer o que se pode e como se pode. Afinal de contas, por muito que não gostemos, somos amadores e amadores é mesmo assim. Uns dias pode-se, outros... não se pode, lol.

Anyway, faltam 13k. Go, go go!

Poker by night

Isto de vida de jogador de Poker não é para qualquer um. Nem sei como há pessoal a estender-se noite dentro a jogar MTTs até por vezes ao amanhecer. Será que podemos falar de jogadores vampiros, que nem a luz do sol vêm?!

Eu peguei agora à noite nas cartas e já estou todo partido e mal vejo a hora de cair que nem um tordo na cama. Amanhã lá acordarei bem cedo, por volta das 7 da matina, para arranjar os miúdos, os deixar na escola e ainda chegar a horas ao primeiro cliente da manhã. Mesmo assim, ainda vou ganhar pasta que se veja nisto. Façam lá as vossas prop bets e passem para aqui uma singela comissão, hehe!

Bem, por enquanto lá me mantenho na minha lenga-lenga lenta no cash. Desde que defini os planos e objectivos, parece que ganhei um novo alento. Hoje acabo cerca de 2,5 buy-ins positivo e parece que a minha confiança está a crescer a olhos vistos. Hoje até ganhei ao EV, embora apenas com um suck out de set de 3s contra set de 4s onde a board fez o favor de bater 534A2! Split it! :)

Estou com um ritmo de 350 mãos por hora, ou seja, ou aumento para mais de 4 mesas ou para cumprir os 15k de mãos vou ter de jogar bem mais que as 28h planeadas como mínimo. Com este ritmo preciso de 43h mais ou menos... Lá terei de resolver, pois este mês o plano é para cumprir, mais nada!

E como é tarde e estou criativo devido ao sono, resolvi procurar uma das palavras mais pesquisadas no Google para ilustrar o post... Hmmm... o que será que vai sair na rifa?! Interessante, encontrei a palavra que mais quebras teve nas pesquisas durante o ano passado: swine flu! Pronto, já deve dar para encontrar alguma coisa! Até amanhã e como diz um amigo meu "is slip uel"... ou algo do género... bah, fiquem lá com a imagem para os vossos sonhos lindos serem mais felizes!


segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Alguns acréscimos/alterações ao plano no cash

São coisas simples, mas de facto mal metemos mão à obra, começamos logo a fazer uns ajustes ao planeado. Foi o que me aconteceu após escrever o último post com os planos e objectivos para o cash.

Graças ao feedback que recebi, nomeadamente, a sugestão do Luis em dar uma vista de olhos a outro livro, acabei por começar o que ele me sugeriu. Acho-o bem mais fácil de ler e por isso, vou dar-lhe prioridade em relação ao do Harrington.

Também saltei para o material disponibilizado na PokerStrategy e lembrei-me logo porque é que antes nunca tinha levado o estudo lá em condições. É que o material para os níveis iniciais é para Full Ring de 9 a 10 jogadores. Ora como jogo 6-max, perde logo metade do interesse estudar matéria que depois terá de se adaptar. Mesmo assim, levarei até ao fim o plano de ler os materiais de estratégia para nível bronze. Terei é depois que me basear mais nos vídeos e outros meios dedicados apenas aos 6-max.

Outro Luis, o Luisribas, sugeriu vídeos da Deuces Cracked e da Card Runners e podem ser uma possibilidade no futuro. Como sempre fui fã da Blue Fire Poker direi que no meio desses 3 logo se poderá encontrar algo que sirva para o meu desenvolvimento. Ainda tenho uma ideia que são demasiado avançados, mas hei-de dar uma vista de olhos num próximo planeamento.

Entretanto aqui fica uma mão para entreter.


Pré-flop, o vilão faz open-raise para 3bbs e eu dou call no BU com A2s. Bate A34 e ele cbet de meio pote e eu call. River A e ele faz All-In. O que fariam vocês?

E agora até ao meu regresso que são horas de voltar para o outro work que me coloca a comida na mesa... Enfim, o tal que me impede de ser campeão do estudo aqui no Poker, hehe!

domingo, 11 de setembro de 2011

Plano para o cash


Chegou a hora de voltar a planear. Como já tinha referido no último post, falta-me estudar regularmente, por isso hoje decidi dedicar um pouco a fazer um brainstorming sobre o estudo que tenho que fazer. O objectivo foi o de definir um plano de acção e traçar objectivos mensuráveis no percurso.

Após cerca de 1 hora de vasculhar na mente tudo o que poderia ser importante, levando em conta o tempo real que tenho para o Poker e não o que desejaria ter, defini os objectivos para este mês. Espero conseguir manter um plano de acção de agora para a frente, sem falhas, todos os meses.

Objectivos para Setembro:

- Estudar 100 páginas do livro do Harrington. Estudar e não ler, reparem na diferença. Ler todos conseguem. O meu objectivo é ler concentrado, reflectir, questionar, anotar, pensar, decidir, ou seja, estudar como um investigador. Quero solidificar o meu estilo e não apenas aprender a imitar o estilo de alguém.

- Estudar material estatuto bronze para cash, na PokerStrategy. Quando mudei para a Lock Poker uma das coisas que perdi, foi o estatuto ouro na PokerStrategy, pois a Lock Poker não lhe está associada, logo não consigo fazer pontos para subir o estatuto quando jogo. Os artigos bronze são quase básicos, mas acho que ainda nunca os li em sequência. Quando joguei SNGs levei o estudo muito a sério e a progressão foi evidente. Chegou a hora de fazer o mesmo no cash.

- Assistir a um treino na PokerStrategy. Um treino com um coach é sempre uma oportunidade de tirar dúvidas. Para além disso é algo que não faço desde que mudei dos SNGs para o cash e sinto falta da troca de opiniões e do fazer parte de uma comunidade.

- Estudar um vídeo bronze na PokerStrategy. Só defino um porque acho que apesar de parecer pouco, é mais do que nada. Quero também no fundo, fazer um esforço para perceber que vídeos estão disponíveis na  PokerStrategy actualmente. Escolher um para estudar chega-me para este mês. Quero atingir todos os objectivos, por isso tenho que facilitar em alguns. É mais importante cumprir um fácil que nenhum difícil.

- Jogar 28 horas. O tempo para o final do mês já é mais curto que no início, facto. "Só 28h?" - perguntam os mega-grinders. Pois, "só" para mim é um desafio. A agenda profissional anda bem preenchida e o tempo que sobre depois do da família, é muito curto. Hoje em dia, 1h por dia é um luxo, por isso quando chegar às 28h vou mesmo me dar por feliz. E espero não o ter de fazer em horários em que esteja completamente estoirado e a precisar de dormir...

- Jogar 15k mãos. Este está mais ou menos ligado ao anterior. No fundo, não devemos traçar objectivos monetários. Dizer que queremos ganhar $100 é um erro que nos pode colocar em tilt, mesmo que estejamos a jogar o nosso melhor. O que quero é jogar o meu melhor em todas as alturas e o ganhar dinheiro será uma consequência disso. Quero fazer 15k mãos e de acordo com o evoluir, logo verei se farei mais ou menos multi-tabling nas horas que estiver na mesa. Se estiver cansado, menos mesas, senão mais, etc. No final, quero 15k mãos.

- Escrever 15 posts em Setembro aqui no blog. Alguns já cá cantam, mas quero agora conseguir um mínimo de 1 em cada 2 dias. Escrever aqui ajuda-me a manter o foco no Poker e é sempre um forma de irmos fazendo um ponto de situação.

Paralelamente, defini mais algumas regras que manterei. São regras simples que muitos definem de outras formas, mas que achei por bem, colocar junto com os objectivos. Afinal de contas o objectivo final é ganhar algum tipo de rendimento com o Poker e não apenas jogar porque o adoramos fazer.

Cash out: Assim que os bónus e rake back chegarem a $100 retirarei esse dinheiro para a minha conta bancária. Não será re-aplicado no Poker, nem colocado em nenhuma banca para o jogo. Já num post atrasado esta minha filosofia causou diversas opiniões contrárias, mas até ver quero manter disciplina em manter uma forma de sentir o dinheiro do Poker nas minhas mãos.

Banca: Jogarei com protecção de 30 buy-ins e não farei cash outs da banca pelo menos até ao nível NL25. Nessa altura poderei re-avaliar. Isto significa que para NL4 preciso de $120, para NL10 preciso de $300 e para NL25 preciso de $750.

Bem, agora que os planos estão traçados, é coloca-los em prática. Só por os ter escrito, já me sinto mais motivado. Será que vai ser uma easy win? A ver vamos! :)



sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Ai a minha vida!

Um dos motivos pelos quais não se ganha no Poker, é porque não se mantém um estudo contínuo. Ora, eu já não estudo Poker há muito tempo mesmo. As razões são diversas desde as pessoais às profissionais. O resultado, é que depois não nos pode surpreender...

Acham que um médico ou advogado que saiu da faculdade há 20 anos e não pegou em mais nenhum livro para se actualizar, é um profissional competente? E se vos dizer que eles exercem medicina ou advocacia sem sequer terem estudado na faculdade? E se nem sequer andaram na escola toda, mais que um ano? São competentes? Óbvio que não!

Ora, então porque é que surpreende que um jogador de Poker que não estuda nem tem planos de progresso, não consegue ser um vencedor constante?...

Bah, será que escrevo isto porque chego a casa do trabalho e perco 3 buy-ins em 45 minutos? Talvez, mas hoje não me apeteceu desculpar com o cansaço acumulado, mas com a minha mais que longa paragem no estudo do Poker.

São tantos os projectos em que ando envolvido que depois deixei de fazer planos de estudo para o hobby. Agora a minha opção é simples: ou retomo os estudos com um plano com pés e cabeça, ou; da próxima vez que perder dinheiro, não me lamento com nada.

Ai a minha vida... quero tanto fazer tanta coisa que depois acabo muitas vezes por não fazer nada em muitas. É tão fácil andar focado quando só temos uma coisa em mente. Siga, que melhores dias virão!

PS: E para além disso, ainda tenho que arranjar tempo para dormir... :P


domingo, 4 de setembro de 2011

Mão maluca do dia

 
Hoje fiz uma mini-sessão para manter o ritmo na Lock Poker. A sessão correu bem, acabando pouco mais de 1 buy-in positivo e com o EV igual aos ganhos (lol, ainda perco tempo a olhar para o EV... traumas...).

Praticamente só houve uma mão interessante e que acabou por ser a que decidiu basicamente os ganhos da sessão.

Na mão em causa, o MP que tem demonstrado ser um peixe agressivo com 43% de idas a flops e onde 99% das vezes tenta ganhar pela agressividade sem limites, abre para 3bbs e eu resolvo ir lá com posição sobre ele, com KJ suited.

Após explicar a mão, podem vê-la no Hand Replay da Lock Poker. Quem quiser testar a sério as suas capacidades, que a veja apenas no final.

Quando bate o flop 474, eu já sabia que ele iria abrir a apostar. Faz parte da natureza dele e estava nos meus planos não abandonar a mão no flop, a não ser que o board fosse mesmo mau. Claro que uma board dobrada, não me assusta, por isso o meu raise à aposta dele. Quando recebo o re-raise dele fiquei dividido. Em parte pode ser força e em parte pode ser mais uma vez a necessidade aggro dele a vir ao de cima. Pode vos parecer estúpido, mas pensei que se ele tivesse algo, não jogaria de uma forma agressiva aqui. Paguei para re-avaliar no turn. No fundo estou a jogar para as implied odds, que com este adversário, serão a stack inteira, óbvio.

Turn, bate K e ele checa para mim. O check dele, mostrou-me fraqueza, pelo que apostei para tentar provoca-lo. Tentei uma aposta do género "quero te roubar o pote de borla" ;). Aqui também vi que fiz bem em pagar no flop, pois se não me tivesse saído nada, acabaria por ter direito a uma carta de borla. Enfim, apostei e ele fez o check-raise. Viva a agressividade. Claro que ele poderia ter ali um 7, o que era óptimo para mim ou um 4, o que viria a ser a minha desgraça. Honestamente, não me parecia que ele iria jogar desta forma com o 4. Sendo ele um jogador agressivo que só joga para ganhar com o fold do adversário quando está frágil, se ele estivesse com o 4 na mão, iria ser bem mais calmo. A agressividade dele a mim só me dizia que ele queria que eu foldasse porque estava frágil, mais nada. Ora como eu agora estava com top pair contra este jogador, já só quero não o assustar e deixar que ele as meta todas por mim. Dei call.

River 2. Blank card no river, ou seja, tudo como dantes. Se já estava na frente no turn, continuo no river, se estou atrás do tal 4 dele, paciência. Ele aposta All-In que nesta altura é pouco mais que meio pote. Fico com pot odds de cerca de 25%, ou seja, só preciso ganhar 1 em 4 aqui. Nice, pois para o range dele nesta altura, serve-me perfeitamente. Pago, óbvio, e recolho as fichas todas. Quem quiser ver e ainda não viu o que ele tinha, aqui fica a mão completa:

Mão maluca do dia

E agora venham daí esses comentários. Claro que se ele mostrava o 4 no final, eu iria bater um pouco mal... Interessante, foram também as quantidades de insultos de que fui alvo pela parte dele após o desfecho da mão. Foi de moron para baixo. Pena ele ter saído da mesa... Fiquei triste e com saudades dele... Queria lhe pedir desculpa, mas não fui a tempo... :P

PS: Duas sugestões para o Hand Replay da Lock Poker: permitir esconder o nome dos jogadores, e; permitir embeber o replay aqui no blogger. :)

sábado, 3 de setembro de 2011

A grindar mesmo que não queira...

Pois, mais uma sessão que terminou ligeiramente acima do break even. Mais uma sessão em que conta o rake back e os pontos para desbloquear os bónus da Lock Poker.

Como já vem sendo hábito, a sessão começa com uma bad beat ou um cooler, para me colocar logo a jogar como estou habituado... de trás para a frente. Desta vez foi um cooler. Aqui fica ele para testar esta ferramenta da Lock Poker de hand replay:


E depois disto e de recuperar até ao positivo, grão a grão, só vos digo que já é tarde e estou com uma vontade de subir de limite... pois... isto de grindar à força tem consequências... arghhh, agarrem-me que me atiro... Bem, vou sair antes que seja tarde demais. Preciso de um banho de água fria, urgente! 

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Underkkover 0 - EV 1


Ok, confesso que falsifiquei o resultado. Levei goleada, aliás como sempre. O EV (expected value) não pára. É uma verdadeira máquina de trucidar.

Começo a jogar e quase na primeira mão recebo AK no botão. O jogador do cutt off faz open limp e eu raise para 4bbs e ele call. Board bate TAK e vilão faz-me check-raise. Vou all-in e ele paga e mostra AT. Turn T... (ele tinha 9%... Então?! Vá, é Poker... ALHO)... river Q... Underkkover 0 - EV 1. Yeah! Bora lá começar a sessão a olhar o EV de novo.

Depois de um curto intervalo para abastecer de chá, recomeço a sessão com cerca de 1 buy-in negativo e recebo AK suited na primeira mão, na big blind. Jogador em média posição faz mini-raise e call do CO. Faço 3bet e MP faz AI. CO fold... Será que estou com 50% ou a dominar um AQ qualquer?... Call e ele mostra AA para mais um cooler. Boa! Primeira mão e siiiiiiiiiiiiiiiiiiiigaaaaaaaaaa! Menos 2 buy-ins, mas com um EV DESTE TAMANHO!

E depois foi um sessão normal, de trás para a frente até ficar positivo, pouco acima do break even e, mais uma vez, a olhar para o estúpido do EV a rir-se que nem um parvo para mim. Pelo menos aqui na Lock Poker sempre se ganha rake back que se veja e sempre se vão acumulando pontos para desbloquear os bónus. Menos mal, senão diria que era mais uma sessão para brincar...

Hoje por coincidência a LuckyLady falou no seu blog, no livro "The Poker Mindset" de ian Taylor & Matthew Hilger. Eu tenho o livro e não páro de pensar que ele nos ensina a aceitar esta cena do EV com desportivismo. No fundo, explica que ao sermos melhores jogadores, estaremos mais vezes à frente quando atacarmos com um AI, que atrás. O resultado prático é levar mais bad beats que dá-las e por isso ter um EV sempre superior aos ganhos efectivos. Blá, blá, blá.

Eu até percebo isto do ponto de vista racional. É muito bonito, tem lógica e até está bem escrito. Um jogador melhor, leva mais bad beats. Ai que giro e simpático da parte dos bons jogadores. Que humano. Que humanitário... Enfim... E depois?! Quero que se #$%#$%#"#$"!" o EV acima dos meus ganhos! Quero é o cascalho do meu lado e quem quiser que fique com a lógica das coisas! Se para isso é preciso ser peixe, então eu quero ser peixe, quero ser burro, quero ser donk, morcão, nabo, o que for preciso, mas ai de quem me voltar a mexer no money que já era meu antes do flop!!!!!

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Underkkover no Facebook



Porque está na moda e quem não está no Facebook não está em lado nenhum, ou simplesmente, porque sou um vendido e vou com o que der mais, agora criei uma página no Facebook para as coisas do Poker.

Fica tudo arrumadinho, que assim é que a gente gosta. A grande vantagem é de poder aceitar agora que me sigam no Facebook através da página e sem necessariamente terem de ser amigos. É que no Facebook, ainda levo a privacidade minimamente a sério e amigos, tenho de conhecer pessoalmente.

Por outro lado, também me fica mais fácil organizar as páginas de Poker interessantes no Facebook.

... e depois desta explicação toda cheia de lógica e intelectual, também podia dizer que simplesmente o faço para que a minha mãe pare de me perguntar se ainda ando a desgraçar a minha vida neste jogo de azar... isso antes de me perguntar o que eu acho do conselho que um amigo lhe deu para um esquema certinho de ganhar dinheiro na roleta... :P

E não se preocupem, que os posts continuarão a ser escritos aqui. No Facebook apenas farei share deles.

... o que um tipo se lembra num dia em que faz jejum das mesas... Vá bora lá likear (que raio de palavra) aqui no botãozinho abaixo! Menos de 5 likes é derrota, 10 é empate, com 50 canto o hino do Boavista 5 vezes seguidas e com 100 faço 100 flexões por cada vez que pagar um all-in sabendo que estou atrás. Ok... esta última já faço... de vez em quando... mas pronto... o que conta é a intenção!



domingo, 28 de agosto de 2011

Adoro o meu talento... pena que me sai caro!


Por vezes quando penso que estou a jogar melhor, vou para as mesas e levo logo com um balde de água fria em cima... Hoje a sessão em NL10 SH terminou com uma perda de pouco mais de 3 buy-ins... bah... E logo hoje que ia ganhar tanto... É só "imbeja"!

Do que analisei das minhas mãos, tenho que aprender a reduzir a minha agressividade e jogar mais ABC. Jogo muito com a Fold Equity e nestes níveis há muitos curiosos que não conseguem não pagar uma value bet que está a simular ser uma value bet, mas de facto é um bluff num pot onde obviamente eu deveria ter as cartas que estou a simular ter... mas eles precisam pagar para ver, para azar meu...

Também me deu uma auto-sensibilização para o facto de não andar a estudar o que quer que seja de Poker e de nem sequer andar a participar nos treinos da PokerStrategy. Se calhar está na hora de fazer um refresh na teoria e aprender mais umas coisas que isto de ser talentoso a tempo inteiro já começa a não ser lucrativo.

A ver mas é se agora me auto-penitencio com umas sessões exclusivas em NL4. Woohoo, mal posso esperar. NOT...

No meio de isto tudo, reparei ainda que na Lock Poker os jogadores são mais agressivos, em média, que na PokerStars. Os jogos são animados e, bem ou mal, eu gosto. Afinal de contas, também jogo por prazer e só matemática nunca foi a minha onda. Venham mais ondas de acção destas, que eu gosto é de surfar e um dia destes o talento vai ser-me pago a peso de ouro! :)

sábado, 27 de agosto de 2011

Happy Hour!


Hoje consegui terminar positivo. Mesmo assim, vou manter o discurso de perdedor e dizer que o EV ficou na mesma acima, ou seja, podia/merecia ter ganho mais...

Uma das coisas que me apercebi hoje, é que funciono melhor em sessões curtas de cerca de 1 hora de jogo em 4 mesas de NL4. É uma espécie de happy hour no Poker, onde depois se calhar por começar a ficar cansado, começa a performance a cair a pique e normalmente corre muito mal. Falta de calo, talvez... e se calhar também, porque nessa altura os meus adversários já se ajustaram ao meu jogo e eu ainda não me contra-ajusto, hehe.

Em jeito de balanço, direi que estou break even na Lock Poker, o que significa que se somar o rake back e futuramente os pontos para os bónus, já fico positivo. Claro que quero mais. Quero ganhar dinheiro directo em cash. Ainda não me colei à ideia de grindar por grindar, por isso, até ver, olho para o rake back como um prémio pequenito por ir jogando e animando a casa. Pelo menos nisso na Lock Poker são generosos e cada vez mais gosto de jogar aqui. Cheira-me que vou ficar por muito tempo.

E como certos objectivos parecem que surgem intuitivamente, descobri que o meu é fazer um dia com um ganho de $100. Sim, não me enganei nos zeros. Claro que antes, tenho que passar a barreira psicológica dos 2 dígitos... ou seja, dos $10... sim com 1 zero... de dez... Yah, sou n00b, mas quando for grande vou começar por ganhar $100 por dia. Quem quiser que anote aí algures, para depois eu lhe permitir o prazer de me pagar um fino! :P

Ok, devo ter a mania da perseguição eu...

Só fiquei indeciso entre se escrevo aqui sobre como lidar com a variância de uma forma pedagógica, se aproveito o blog para dizer um belo conjunto de palavras proibidas ou se levo isto na desportiva e até activo o meu sentido de humor... Descubram vocês a seguir... Se calhar sai mistura de tudo... Nem eu sei...

Perdi 5 buy-ins, sem apelo nem agravo em NL4 cash SH na Lock Poker... Sim, perdi $20 numa única sessão... e isto tudo com um expected value (EV) total de +$2.5... Ok, dizem vocês, acontece. É a variância... Yah, que grande consolo. Já me sinto completamente bem com esse pensamento. Principalmente, porque sempre detestei olhar para o EV, pois é tipo a estatística dos perdedores. É tipo no futebol dizer que perdemos, mas o árbitro não marcou dois penalties a nosso favor... Yah... Eu só olho para os -$20 e apetece-me não me conter e partir qualquer coisa só porque é uma injustiça e alguém tem de pagar...

E pronto, já sei que partir algo não me ia consolar, pelo que não parto nada e fico ainda mais lixado porque não posso partir nada... o que me faz querer partir ainda mais coisas... e isto é um ciclo vicioso.

Tento o sentido de humor... Uso o chamado recurso às regras não escritas de Poker para jogadores em Tilt. Isto é fácil. É tipo pensar da seguinte maneira: se temos 50% vs 50% num all-in, seja ele qual for, já estamos atrás. Se for AK vs QQ, perdemos. Se for QQ vs AK, vai bater A ou K. Se estivermos a dominar, tipo AK vs AQ, já fomos, pois bate Q... e no river... Se for ao contrário já fomos. A única excepção é quando o AI é de tipo $1 em mesas que podiam chegar aos $8-$10. Aí ganhamos que é para nas estatísticas se manterem os 50%... Se temos AA, vão todos foldar para o nosso raise ou BB. Se forem a jogo, vamos perder para trio ou algo melhor. Se tivermos KK e formos All-In, o peixe ou maníaco, vai acordar com AA. Tão certinho como estar aqui a escrever este post!!!


Um amigo meu, dizia que as casas protegiam os jogadores mais fracos para eles se manterem a jogar e todos irem gerando rake. Depois de mudar de várias salas, sempre a acontecer-lhe o mesmo, passou a acreditar que cada jogador tem uma sina e que a dele é de azarado. Já perdi a conta aos dias em que ele afirma que o Poker não é para ele ou que o sentido de humor lhe dura cerca de 5-10 minutos em cada início de sessão... Ou eu ando demasiado a falar com ele, ou começo a concordar a 100% com ele. "Diz-me com quem andas, dir-te-ei como és"... Pois... se calhar é disso... enquanto ele não passar a ter sorte eu estou lixado... e depois apetece-me bater em alguém ou partir mais coisas... arghhhhhhhhhhhhhh...

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Primeiras impressões sobre a Lock

Ontem já consegui jogar um pouco na Lock Poker.

As expectativas são grandes e as primeiras impressões que estou a ter, corresponderam a essas expectativas. Estou a ficar fã e a achar que vou ficar por aqui muito tempo.

Desde que a Full Tilt fechou, que ainda não me "sentia em casa" em lado nenhum. Por outro lado, sempre achei que haviam a Full Tilt e a PokerStars e o resto era entretenimento. Estou agora a mudar de opinião.

A Lock Poker nos últimos anos tem trabalhado muito bem e os resultados começam a aparecer. Mérito também do Yuran que muito tem se esforçado para a posicionar como uma das mais conhecidas em Portugal e com sucessos à vista: já deve ser a casa com mais portugueses profissionais na equipa oficial.

Está a posicionar-se como uma das potenciais grandes casas a nível internacional e talvez só lhe falte uma rede independente para isso acontecer, mas se calhar ainda é cedo, pois pelo que vi, o tráfego da rede Merge ainda está muito longe de chegar aos níveis que se vêm na PokerStars.

E digo isto tudo depois de perder 2,5 buy-ins em cash SH NL4. Gostei do software, gostei do estilo de jogo e diverti-me bastante no cash.

A banca caiu um pouco e ainda não percebi bem como funciona o sistema de cash back e de bónus. Já deu para perceber que o deal é um dos melhores do mercado e em breve já estarei a ganhar bem mais que na PokerStars, apenas por estar a jogar.

Será que saiu o, agora desgraçado, Girah e chegou o Underkkover?! Hehe, quem sabe, quem sabe?!


terça-feira, 23 de agosto de 2011

A mudar para a Lock Poker





Depois de muito estudar as casas de Poker potenciais, optei, sem dúvidas por jogar cash na Lock Poker!

De momento ainda sem muito tempo para retomar em força e cheio de motivação o blog, mas sem dúvidas não podia deixar de mostrar este meu entusiasmo com esta minha nova aposta, sem um update aqui.

Até breve e entretanto:

Banca na Lock Poker: $250! ;D

PS: Sim, fechei a conta na PokerStars, que apenas libertava bónus às pinguinhas e velocidade de lesma... Sim que nem de Tartaruga podíamos falar... Bah... bye, bye PokerStars... Ficaram lá uns 7 euritos para esturrar num dia destes em Pot Limit Omaha Hi/Low! ;D

domingo, 26 de junho de 2011

Que frustração enorme...

Custa muito escrever este post, mas vai ter de ser... Nem só de bons momentos vive um jogador de Poker e infelizmente, por vezes, nem toda a gente tem capacidade de falar nos momentos em que perdem... Isto é o meu blog de Poker e eu opto por mostrar também quando as coisas não correm nada bem:


Quanto mais alto se sobe, de mais alto se cai...

Estudei nestes dias, revi sessões, baixei de nível, estive concentrado... e só fiz m**d*!

Acho que preciso respirar fundo, bem fundo, fazer umas 500 flexões e colocar-me num estado muito zen antes de abrir mais uma mesa que seja!

Sem mais comentários mesmo...

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Revisão de sessão, parte III: Big aces e suited aces

Big Aces (AK e AQ)

45 mãos jogadas para um ganho final de 91.5bbs.

Ganhei neste grupo, mas... começa logo comigo a dar uma bad beat a um peixe. Ele estava com 78/22 e resolve ir All-In de UTG. Eu estou na MP e tenho todos ainda por falar e resolvo decidir dar o call com AQo, depois de ver o lixo de mãos com que ele andava a jogar... Felizmente mais ninguém veio atrás, ele mostra AKo e eu apanho uma Dama no flop para dar uma valente bad beat de 64bbs! Já não me posso queixar muito...

Por outro lado, na maior mão que perdi, tenho AKo em UTG. Faço open-raise para 4bbs e o peixão do CO mais a BB pagam. Flop A23 com o 23 a permitir draw para cor. O BB check e eu como tenho top pair e fui o agressor pré-flop, mando 3/4 de pote. O peixe paga, BB folda e bate um 5 na mesa. Estou lixado penso eu... Já estou atrás do peixe que trouxe um 4 até aqui... Checko e o peixe manda 12 cêntimos para um pote de 61... Ok... pago. River outro 5. Como a aposta do peixe cheirou a fraqueza, resolvo atacar de novo com uma lead bet de meio pote, para um misto de extracção de valor e não perder demasiado caso ele me faça um re-raise all-in à peixe. Ele paga e ganha com... 65 off-suited de mão... Ou seja, ele paga o raise pré-flop, depois a aposta agressiva no turn com gut-shot e é premiado com runner runner para me bater o meu AK... Nice... 68bbs à vida...

Apesar de tudo, não gostei da minha aposta no river. Devia ter sido de cerca de 1/3 do pote apenas. Um pormenor eu sei, mas mesmo assim...

Suited Aces (A2s-AJs)

 41 mãos e perdi 132.5bbs. Vamos lá directamente para a acção das maiores mãos que perdi, dado que não ganhei nenhum pote acima de 10bbs...

Primeira mão vista, pessimamente jogada... Esta lembro-me que foi perto do final da sessão e uma das que me fez decidir parar rápido.

Aparece um rock a fazer open-limp do CO. Eu tenho AJs na BB e resolvo subir para 5bbs. Ele paga. Bate flop de 786 com draw de cor para mim. Resolvo optar por uma linha de check-raise. Perfeito... tirando que ele faz um re-raise AI ao meu check-raise...


... e eu resolvi pagar com as minhas duas overcards e draw para flush...

Na altura senti logo que estava a cometer um erro... mas pronto, vamos lá à análise.

O pote nesta altura oferece 1.56:1 de odds, ou seja, preciso 39% de probabilidade de ganhar para poder pagar.

O vilão abria pré-flop em 15% das mãos, sem raises pré-flop, portanto não posso excluir ali sequer nenhum par alto tipo AA, KK, etc. com o limp dele. Com o flop em causa, acho que ele não me tentaria bluffar ali com muitas mãos estranhas. Acho que só me faria um semi-bluff com um draw forte dado que eu estou com uma imagem também de jogador forte e portanto ele pode ver ali muita Fold Equity.

Calculo que o range de mãos dele naquele flop, partindo da tal base dos 15%, já o considerando algo loose na agressividade, o que até nem parece muito, passaria a ser de 6%:


Isto tudo metido no PokerStove para calcular a minha probabilidade resulta então em... 49.5%! Ou seja, mais que justificado o call, se considerarmos o jogador algo loose na agressividade. Se considerarmos que ele é pouco agressivo, o range dele para aquele spot, passaria para 66+, A8s, o que daria ainda assim, uma probabilidade para mim de ganhar de cerca de 43%, logo suficiente para pagar.

Resumindo, o que na altura me pareceu uma má jogada minha, vistas as coisas à posteriori, não terá sido assim, bem pelo contrário. Ou então estou eu a calcular algo mal, o que também pode ser

O vilão mostrou 77 de mão e eu perdi 92.5bbs aqui.

E chega de revisão de sessão por agora que ainda quero aproveitar algo do dia, sem ser com Poker. Até aposto que muitos de vocês, com a ressaca do S. João, lêm estes posts e até agradecem poder dormir de novo! Eu deveria fazer o mesmo, mas pronto, deu-me para isto hoje... :P

Revisão de sessão, parte II: Medium pairs e Low pairs

Medium Pairs (77-TT)

25 mãos jogadas para um ganho final de 82bbs.

Parece que me portei bem, neste grupo. Há aqui inclusive uma mão bem complicada que podia ter corrido bastante mal.

Estou no CO com 77. O jogador antes de mim (24/24), faz o open raise para 3bbs, eu colo e o BB (15/0 em 107 mãos) também. Multi-way pote a 3. Flop bate J7K, com possibilidade de draw para cor com o 7K. Check, check e eu aposto meio pote. O rock da BB, cola e o outro jogador folda. Turn J e com cor completada para quem estivesse em draw de cor. Tenho Full House de 7s por Js e só estou atrás de Poker de Js e de Full House de Ks por Js. Check do BB e aposto meio pote de novo. Ele call. River, bate outro J. BB check e a acção está agora comigo:


Logicamente que não estou nada confiante com a minha mão nesta altura e achei por bem dar o check behind aqui. Agora estou atrás de qualquer Rei e até dum Valete muito estranhamente jogado. Para além disso, passei para trás de qualquer outro par de mão acima de 7... Enfim... A minha opção mostrou-se ser fácil. O vilão mostrou KK de mão.

Nas principais que ganhei, reparei que as joguei um pouco loose contra peixes, normalmente, com stacks pequenas... Correu bem, mas não estou muito satisfeito. Numa delas, o peixe tinha $0.33 e coloquei-o AI pré-flop com TT. Ele tinha JJ e dei-lhe uma bad beat com um T a bater na board. Ganhei 16.5bbs. Pena quando eu levo bad beats, serem de bem mais... :P

Low Pairs (22-66)

33 mãos jogadas e perdi 8.5bbs.

Estive muito mal numa mão em que tenho par de 2s na SB. O BU faz open-raise para 5bbs. Eu colo e bate o flop T3Q. Eu mando uma donk bet para cima dele de 3/4 de pote. Ele estava com umas stats de peixe agressivo... Na prática, ou ganhava o pote ali, ou desistia da mão... Pois, o problema é que ele manda um grande re-raise AI à minha donk bet e eu em vez de dizer um bye bye, não... resolvi pagar fora de posição e com bottom pair... Ele mostrou top pair e aguentou, claro. Perdi 39.5bbs nesta donkice.

Noutra mão, novamente com par de 2s de mãos e, novamente, fora de posição, mando dois barris para cima de uma calling station, numa board de QTQQ... Yah... A calling station mostrou par de 5s... Adeus a mais 17bbs.

Dupla donkice com pares baixos e fora de posição...

Revisão de sessão, parte I: Pocket Aces e Big Pairs

Ok, na sequência de hoje ter estudado bem e depois voltar a perder, auto-puno-me aqui com uma revisão de sessão, quase, em directo!

Vamos então directamente ao assunto que não tenho o dia todo!

Sessão de 24 de Junho de 2011, PokerStars, 12 mesas, cash NL2 SH.

Pocket Aces (AA)

Nada de especial a apontar. Joguei 7 pares de ases, para um resultado final de +66.50bbs. Aqui a única observação é que entrei no pote sempre com raise. Não houve cá variações de raises com calls como no estudo que estive a fazer. Estou a jogar NL2 e como já muitos disseram, imagem é um pouco treta nestes níveis por isso é ABC Poker mesmo.

Big Pairs (KK, QQ e JJ)

20 mãos e resultado final de -153bbs. São um pouco mais de 1,5 buy-ins. Yah, lembro-me de pelo menos uma onde ofereci dinheiro... a ver isto com olhos de ver.

KK: 7 mãos, -159bbs.

Parece que está encontrado o vilão...

Primeira mão vista. Faço uma 3bet a um raise do peixe 67/67 do UTG. Ele 4bet e eu all-in e call. KK vs AJs. Bate o Ás na mesa e perco aqui 48,50bbs. Tinha 68% pré-flop... Nada a dizer sobre a acção.

Segunda mão relevante. Faço open raise normal do BU. SB dá call. bate flop com 785, check da SB, eu faço cbet de 2/3 do pote e call. Turn bate Ás. Check, faço bet de meio pote e levo re-raise de 2x a minha aposta. Eu foldo quando ele tinha apenas $0.34 para trás... Neste momento o pot dá-me odds de cerca de 5:1, mas eu acho que estou atrás vezes a mais com a acção dele para compensar... Alguma ideia diferente?

Aqui fica  o spot melhor:


Nesta ficaram 20bbs para trás. Next!
 
Terceira e última mão relevante com KK. Muito mal jogadinha esta... Bem, estou no BU, tenho um limper no CO e faço raise para 5bbs. SB 3bet, CO call e eu mando 4bet para 50bbs. SB cola e CO folda. Flop 5A2 rainbow. SB faz donk bet All-In para mais de 50bbs... Odds do pote 3:1 e desta vez, fui demasiado rápido no clique a pagar e ele mostra AQs... Numa primeira altura sei que paguei porque ele era um peixe 87/35 com 45% de 3bet... Mas com a acção pré-flop, era muito difícil ele não ter ali um Ás na mão... como tinha...

Bah... Mais 102.5bbs para os peixes... Desta vez, só por culpa minha... É que já nem apetece ver mais... mas siga para bingo, venham elas!

Com QQ e JJ, nada de especial a assinalar. Receberam muito pouca acção. 13 mãos jogadas com um ganho de 6bbs.

Que nervos! Arghhh!


Hoje toca de acordar cedo, apanhar um banhito de sol... na sala, comer um pequeno-almoço em condições, arrumar um pouco a casa, estudar cerca de hora e meia de poker, ir para as mesas, abrir 12 de NL2 SH, perder 3 buy-ins... Enfim... Um dia como outro qualquer... Arghhhhhhhh!

Que nervos! Por vezes quanto mais aprendo, mais parece que desaprendo... Vá, ok, se calhar estou em tilt e não admito. Que posso fazer eu?! Sei que vou ganhar aqui e agora e é sempre frustrante perceber, que nem é aqui, nem é agora... É um dia destes... se lá chegar...

Pelo menos ao acordar tive a boa notícia que atingi o estatuto Ouro na PokerStrategy. Pelo menos foi bom para o ego. Agora isso significa possibilidade de treinos de nível acima e mais material de estudo. A ver se serve de algo pois ainda nem NL2 domino... Bah...

Agora de castigo não jogo mais sem rever bem esta sessão e cruzar com o estudo que estive a fazer. O chato é que já sei ali de dois ou três spots que paguei para ver quando não podia... :P

PS: Pedi à modelo da foto para fazer assim uma pose tipo "estou com um ataque de nervos que nem posso", mas yah, ok... coisa e tal e não se concentrou e pronto... saiu isto... Ela deve pensar que espetar os dedos nos cabelos e abrir a boca chega... nops... não chega mesmo... Pelo menos ficou com um ar mais estúpido e ridículo que eu... Só de olhar para ela até me apetece rir com a falta de genuinidade... Haha Looser!... Ok... Não serve de muito consolo, mas pronto. Yah, eu sei que vocês sabem que ela não posou para mim... Bah! Whatever...

Estupidifiquei completamente...


Ok, ontem e hoje, dei cabo do resto de sanidade mental pokeriana que ainda me restava... De começo com cabeça em águas de bacalhau aos primeiros coolers e bad beats, foi um tirinho. E o que veio a seguir?! Yah, já sabem: TILT!

Tinha dito a mim próprio que não jogaria se tivesse tido um mau dia. Ontem tive um mau dia, mas mesmo assim fui para as mesas e ainda para mais para fazer uma sessão record em número de mãos jogadas... Porque o fiz? Simplesmente porque estava tão confiante na minha estratégia, que pensei que iria aplica-la de uma forma mecânica e isso chegaria. Não chega. Basta começar a perder para começar a alargar o range, arriscar mais, pagar mesmo quando temos a certeza de estar batidos, só para ter a certeza mesmo certezínha, etc.

Resultado: ontem perdi mais de $25 em pouco mais de 4k mãos. Ok, foi num misto de mesas NL2 e NL5... mas mesmo assim foi record de perdas num dia em cash. Bah...

Hoje tive um dia muito fixe mesmo. Estou meio cansado, mas daqueles cansados bons. Decido nem sequer sair no S. João. O dia já está ganho e está, porque não relaxar por casa e aproveitar e jogar umas mãos e começar a recuperação do dia de ontem?! Claro que sim!

Toca de abrir 12 mesas mix de NL2 e NL5 e num instante já estava up $5. Yes, passem a massa otários! :D

Pois... o problema, é que depois levo um cooler numa mesa de NL5 de QQ vs AA de um peixe que estava a 3betar acima de 40%... Como já estava com mais de $5 nessa mesa e foi contra uma stack maior passei directamente de muito positivo para ligeiramente negativo. Detesto estar no vermelho. Ainda para mais hoje não era suposto. O que digo eu? Ah, pois... TILT! Siga para oferecer mais uns euritos e antes de chegar aos $10 negativos, resolvi parar. Parei nos $9.97... 450 mãos...

Conclusão, em dois dias foram $35 doados nas mesas, Saquei uns bónus pelo meio, que no fundo já foram. A banca está agora em $113, eu lixado da cabeça, o novo nível obrigatoriamente de volta ao NL2... e começou o fogo de artifício lá fora... yeah!!!

Amanhã há mais... ESTUDO!!!

Bom S. João para vocês também!

domingo, 19 de junho de 2011

Primeiros shots em NL5

Hoje lá comecei a mandar os primeiros shots em NL5. Ainda não dá para tirar muitas conclusões, pois joguei poucas mesas em NL5, mantendo as outras todas em NL2. No total foram apenas 255 mãos.

A primeira ideia que fiquei é que as mesas são mais tights que em NL2 e que há mais jogadores agressivos. Lá está, é cedo eu sei, por isso não passa de uma primeira impressão.

A minha estratégia para NL2 tem funcionado bem e a média total em NL2 passou para ganhos de 8.91bb/100mãos em 32k mãos. Se for contar apenas a performance após aplicar a estratégia que deduzi, então os números passam para 18.54bb/100mãos em 8k mãos. Digamos que ganhei mais depois de estudar o meu próprio jogo e fazer os devidos ajustes, que nas 24k mãos antes! Sei que a amostra continua a ser pequena, mas fiquem com este gráfico para ver melhor:


A partir de cerca das 24k mãos, comecei com a estratégia actual. Já se pode ver algo, mesmo com poucas mãos, não? A banca está agora em $135 na PokerStars.

Agora é continuar a jogar NL2 com shots em NL5, até ter banca suficiente para manter 12 mesas em NL5 abertas ao mesmo tempo. Ainda falta. Até lá junta-se o útil ao agradável e vão-se atacando os bónus. Na PokerStrategy devo atingir fácilmente o estatuto Ouro pela primeira vez. Isso irá permitir-me aceder a conteúdo novo, o que acaba por ser um aliciante extra. Na PokerStars, não sei se ainda irei a tempo ou não de chegar a estatuto Silver. vai ser no limite. Depende muito do ritmo que impuser agora na recta final do mês. Sacar mais €10 é que já deverá ser em apenas mais 2-3 dias, se conseguir apanhar pelo menos dois dias bons e sem stress ou restrições de tempo. :P

sábado, 18 de junho de 2011

A ser roubado pelos câmbios na PokerStars! - Parte II


E hoje lá consegui organizar mais uma sessão de NL2 SH para testar a banca em Dollars.

Resultado: o valor que ganhei foi exactamente somado à minha banca em Dollars, sem diferença absolutamente nenhuma.

Estive a pensar sobre o assunto e acho que percebi que o problema veio de jogar com o auto-top das mesas activado. Isso significa que sempre que baixava de $2 o auto-top ia-me buscar o dinheiro que faltava para completar e manter sempre no início de cada mão os mesmo $2. Ora, imaginemos que precisava de $0.02. Isso em Euros dava a uma taxa de câmbio de 0.698, por exemplo, €0.01396. Como a PokerStars deve estar a fazer arredondamentos ao centésimo (não sei ao certo, mas desconfio que não ficam a perder), dá uma transferência de €0.02 para $0.02... Ou seja, perco €0.00604 no auto-top. Não parece muito pois não?... Agora coloquem 30k mãos em cima a jogar com auto-top e banca em Euros, para perceberem como se consegue perder mais de $20 nestas brincadeiras...

Estejam atentos e não joguem com bancas de moedas diferentes das mesas. Eu já aprendi a minha lição!

A ser roubado pelos câmbios na PokerStars!


Pois é verdade... Já há alguns dias que andava a desconfiar. Hoje confirmei sem dúvidas nenhumas!

Tenho a banca na PokerStars em Euros, no entanto, como muito boa gente, jogo em Dollars. Segundo a PokerStars, as conversões são feitas automaticamente entre uma moeda e outra, à taxa de câmbio de abertura da mesa.

Pois, nestes dias, as minhas estatísticas de jogo da base de dados, dizia que eu andava com uns ganhos em Dollars de quase $50 ($49 para ser mais exacto). Desde que jogo na PokerStars, já recebi dois bónus de €10 cada, para um total de €20. Conclusão? A minha banca, em Euros, estava em €89!!! Não é preciso ser um génio de contas para perceber que algo estava mal.

A taxa ontem de conversão estava em €1=$1.41. Ou seja, €89 menos os bónus de €20, dariam €69, que menos a banca inicial de €50 dariam €19 em ganhos. Ora €19*1.41=$26.79... ou seja... onde andam os outros vinte e tal dollars que ganhei???!!! São mais de 10 buy-ins no limite em que jogo!

Hoje tirei as teimas. Comecei com uma banca exacta de €89.92. Joguei para testar e perdi exactamente $0.27. Conclusão? Olho para a banca e ficou em €89.13!!!! Menos €0.79!!! Como??!!

Acabou a brincadeira. Nem quero saber se são taxas que ando a pagar ou que treta é esta. Já passei a banca toda para Dollars. Ficou em $127.55. Amanhã tiro as teimas de novo. A não ser que eu seja muito estúpido a fazer contas, andei a ser gamado fortemente por ter a conta em Euros e jogar em Dollars.

terça-feira, 14 de junho de 2011

Assalto à banca: fazemos cashout dos bónus ou não?

E cá está mais um post longo para os amantes masoquistas de testamentos! Se não amas ler só porque sim e não curtes muito a cena masoquista, se calhar nem percas tempo. Eu se estivesse desse lado, também não sei se teria pachorra... Claro que vou usar a técnica de ir intervalando com imagens engraçadas para animar o pessoal a ler tudo, mas corro o risco na mesma de verem as imagens e mesmo assim não lerem... Bah, cada um com o seu destino. O meu é apenas o de escrever este post espectacular e super interessante. O vosso de decidir se estão para aí virados ou não. And the winner is?...
 

Nos últimos dias, surgiram dois temas muito interessantes graças aos feedbacks que recebo aqui no blog e nos posts de mãos que fiz na PokerStrategy.com. De facto os feedbacks, quando são construtivos e vão para além do reforço motivacional, fazem mesmo a diferença e, aqui e ali, influenciam a minha evolução.


O primeiro tema, é sobre a forma de jogar em NL2 SH de forma a bater o nível. Especialmente interessante é até que ponto devemos alargar ou não a nossa 3bet e se devemos ou não procurar um All-In pré-flop com AK.

Sobre este tema de bater a NL2 SH, direi que tenho estudado alguns dos jogadores vencedores no limite que encontrei e outros que me recomendaram nos feedbacks. Fiz umas análises mais avançadas às minhas próprias estatísticas de mãos e cheguei a algumas conclusões interessantes. Já as coloquei em prática em duas sessões com resultados bastante positivos. O volume de mãos com este sistema é muito reduzido e por isso muito cedo para concluir o que quer que seja. Digamos apenas que mesmo estando a perder mais de 400bbs/100 mãos com AA, devido a valentes bad beats, estou claramente num ritmo de ganhos como nunca tive. A ver se se mantém e se atinjo volume para falar mais pormenorizadamente sobre ele.


O segundo tema, e o objecto deste post, é sobre se devemos contar com os ganhos em dinheiro dos bónus para subir de nível mais rápido ou não.

A ideia de todos os que deram feedback e prática mais vulgarizada, é a de manter os bónus todos dentro da banca e considera-los como ganhos no jogo, ou seja, usa-los para subir de limite. Um bónus de €10 euros equivale em dollars a cerca de 7 buy-ins para NL2 e 3,5 para NL4. Ora, para quem joga com uma gestão de banca de 25 buy-ins, de facto, esse bónus tem um peso enorme, quando chega a hora de decidir a subida ou não. No fundo a aposta é de que o dinheiro é mais rentável investido imediatamente, do que retirado. Como são quantias de bónus pequenas para a nossa vida, tudo se resume a definir que o peso do bónus usado para subir de limite é bastante mais importante que o dinheiro usado para pagar uma noite de copos qualquer.

 

Tudo lógico, claro, mas haverá algo mais profundo a analisar?

Na minha opinião sim. As questões mais profundas que levanto são se com a subida mais rápida, não teremos perdido uma boa hipótese de perceber se já temos qualidade para subir ou não? Será que aprendemos mesmo Poker ou apenas tivemos sorte? Quantas mãos jogamos se usarmos o bónus? Será que podemos dizer que são mãos suficientes para fazer o level up? Se achamos que somos bons no nível acima, então porque não começamos logo no nível acima? Porquê esperar pelos bónus nesse caso? Podia estar aqui a questionar sem parar, mas termino com a seguinte: onde queremos ganhar as bases sólidas de uma mente vencedora, que descobre a sua própria estratégia? Em NL2 ou NL4 ou mesmo NL10? Onde queremos fundamentar as nossas bases? Será que precisamos das fundamentar ou não?

Na minha visão, a NL2 é o nosso primeiro playmoney para sermos Jogadores de Poker, com J grande. Não para sermos imitadores de jogadores de Poker. Se não ganhamos a doer na NL2, vamos ser bons jogadores onde? Qual o nível onde estagnaremos? NL10, NL25? NL50? Por isso pretendo sacar o dinheiro de bónus e não conta-lo para subir de nível. É um sacrifício que acredito valer a pena em prol de uma melhor compreensão sobre o que faço nas mesas. Se virem o primeiro ponto, até julgo que já formei uma estratégia vencedora que compreendo perfeitamente, porque fui eu que a deduzi. Mesmo que tenha deduzido o óbvio, desta vez, eu consigo perceber plenamente o que faço e não ando a seguir tabelas ou aplicar estilos. Estou a criar o meu próprio estilo e agora os outros que digam se o meu estilo é básico ou geek ou estúpido ou o que lhes apeteça. No final do dia, o meu estilo, é simplesmente, o meu estilo. Será nele que evoluirei e não no de outro qualquer.


Para além disso, considero o fazer cashout dos bónus um excelente hábito para começar já a motivar um jogador a sentir dinheiro nas mãos vindo do Poker. No fundo jogamos para ganhar dinheiro e não apenas para subir a banca. Com cashouts assim tão cedo, aprendemos na base a equilibrar o objectivo de ganhos com a subida de banca. O valor é baixo, mas não deixa de ser simbólico e acreditem que não há melhor sensação que a de comprar algo com os ganhos vindo do Poker. Claro que cada um pode definir até onde quer ir antes de começar com os cashout. Eu ainda no Sábado comprei umas chuteiras de €27,99 e paguei com o meu MasterCard do Poker (do Moneybookers) e mais uma vez senti-me o dono do mundo! :D

Eu quero muito ser um bom jogador de Poker. Não um mais ou menos que ganha. Para isso quero perceber completamente o que faço. É o que fazem os melhores. Eles não aplicam nada sem compreenderem muito bem os conceitos que estão na base. Por isso são os melhores e por isso custa tanto chegar ao nível deles. Eles escrevem livros, outros lêem-nos. Eu quero estar do lado dos que escrevem, mesmo que se riam de mim por eu jogar NL2 como se fosse High Stakes. Eu compreendo-vos e respeito. Vocês são se calhar mais espertos, eu mais teimoso. Desde que no final ambos façamos algo que acreditamos e nos divirtamos no percurso, até acho piada a ser diferente nalgumas coisas. Sirvo de cobaia nem que seja. :)


And the winner is... EMPATE!

Gosto de agradar a todos os que me fazem o favor de ler esta cena até ao fim e de vez em quando até me motivarem com um feedback todo porreiro! Tenho a minha opção feita por não usar os bónus para subir de limite e por isso irei fazer cashout dos bónus. Digamos que é uma questão de opção pessoal e a variedade de estilos é o que faz desta modalidade uma verdadeira paixão interessante de seguir e partilhar. Se todos fizéssemos o mesmo, isto era uma verdadeira seca, era ou não era?!


PS: Espero que tenham gostado das imagens. Tentei agradar a todos os estilos, hehe. Só não meti o Justin Beaver, porque apesar de tudo ainda tento manter um certo nível de exigência... O Futre ainda teria piada porque está na moda, embora já um pouco gasto... o outro seria apenas de mau gosto... assim tentei apenas aparolar um pouco para vos reter até aqui e agora vou mas é dormir que se faz tarde! :P

sábado, 11 de junho de 2011

Não saio da cepa torta

Uma cepa que está torta, mal formada, cresce pouco, não dá bom fruto, não progride. É exactamente assim que me sinto em cash NL2 SH. Uma verdadeira cepa torta!

Hoje saquei mais um bónus de €10 na PokerStars. Mesmo assim o ritmo em NL2 anda nas 5.66 bbs/100 mãos. Quem diria que por esta altura ainda não andaria a matar na NL2?!

Como disse e vou manter, qualquer bónus é para cashout, por isso estou longe de subir de nível.

Qualquer jogador mais experiente diz que para bater NL2, basta não bluffar, ser tight, jogar em posição, procurar os peixes. Todos dizem isso, mas jogam limites acima. Se calhar até ganhariam fácil em NL2 sem se sentirem estúpidos. Eu tento e parece que me falha algo... Jogo NL2 e sinto-me estúpido. Facto! Por vezes sinto que estou quase a dominar, mas depois desconvenço-me rapidamente. Mesmo com bad beats e coolers, acho que 5.66bbs/100 anda longe de se poder dizer que já domino isto...

Procurei na Internet e descobri um jogador que crashou completamente NL2. É um jogador pro da PokerStars e em Dezembro de 2010 cumpriu um objectivo de jogar 1 milhão de mãos, num mês, em NL2. Resultado? Ganhou dinheiro em TODOS os dias para um total de lucro acima dos 2k dollars. 10.93 bbs/100 mãos a jogar 20/16/1 pré-flop e de certezinha que não foi em apenas 12 mesas ao mesmo tempo... Para os mais curiosos, o jogador é o Chiren80 da PokerStars e aqui ficam as stats do desafio dele:




Quando for grande quero fazer como ele!!!

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Acordar com o galo


Nos últimos dias tenho andado a ponderar aplicar o early riser novamente à minha vida. O early riser consiste em acordar às 5 da manhã todos os dias, aconteça o que acontecer. A produtividade dispara a níveis absurdos mesmo. E é possível, acreditem. Já o fiz no passado durante quase ano e meio e deixei de o fazer pela dessocialização que provoca pelo meio, que é a única desvantagem que conheço no processo. :P

Ando eu a pensar nisto e ontem não saí à noite, preferindo ficar a fazer uma curta sessão de NL2 em casa e deitar-me para descansar pouco depois da meia-noite. Estou eu a sonhar com uns cashouts milionários e um sorriso na cara, quando, vindo do nada, acordo às 5h30 como se tivesse dormido umas 8 horas perfeitas.

Olha... será que isto foi induzido pelos pensamentos do early riser?... Não sei... De qualquer forma, mesmo vindo com meia hora de atraso, lá aproveitei para testar o Poker em early riser mode. Fiz exercício físico, banho, pequeno-almoço e siga para 12 mesas de cash NL2 short hand.

Ok, primeira conclusão tirada: demasiado cedo para termos mesas boas, ou sequer, mesas. Não há americanos cansados e bêbados a jogar as últimas mãos na Poker Stars... ou melhor, simplesmente não há americanos... Bah... Black Friday rules suckx...

Enfim, mesmo assim lá meti volume de cerca de pouco mais de 1.5k mãos e como fiquei a perder 1,5 buy-ins, posso dizer que só estive a trabalhar para os bónus. Aproveitei e revi como sempre as mãos maiores e lá apanhei algumas falhas minhas. Algumas antigas que ainda não consigo controlar por causa de serem 12 mesas ao mesmo tempo. Pelo meio descobri uma nova: não respeito muito os raises a cbets que faço. Deve ser defeito de um vídeo que vi, onde se abusava dessa manobra contra cbets... Lá está, a pensar uns níveis acima não vou lá em NL2. Nota pessoal: raise a cbet, em NL2, significa que estão com nuts e eu já fui dar banho ao cão, logo fold fácil.

Conclusão do dia até agora: o early riser não me deu dinheiro, apesar da produtividade de dia que já tenho até agora. O galo que se lixe para já e depois logo se vê se volto a repetir ou não!

terça-feira, 7 de junho de 2011

Balanço no cash


Como os 5 leitores regulares deste blog, mais os 500 enganados pelo post do cash yin yang já se devem ter apercebido, recentemente apostei em evoluir em cash short hand. Passado cerca de 1 mês em que levo o assunto a sério, já dá para tirar algumas conclusões.

A primeira e mais evidente, é que é brutal a quantidade de rake que se gera em cash, quando comparado com os SNG. Só para terem uma ideia, este mês, em 5 dias apenas, atingi o estatuto prata na PokerStrategy.com. Os pontos lá têm directamente a ver com o rake gerado nas salas associadas. Quando jogava SNGs, demorava cerca de quase 3 vezes mais tempo para o mesmo estatuto.

Actualmente estou a jogar 12 mesas em simultâneo. Algo que tão cedo não me atreveria em SNG. E sinto-me bem. Se tivesse outro monitor e um computador um pouco mais potente, se calhar, até colocava mais mesas em aberto ao mesmo tempo. Grindar é em cash. A não ser que sejas o André Coimbra e aí até te patrocina a PokerStars e tudo! :)

Sinto-me à vontade com 12 mesas em cash SH e isto acelera ainda mais o rake gerado. Não estivesse eu a jogar agora na PokerStars e se calhar já estava com um rendimento engraçado só em rakeback. Não estou muito preocupado, pois estou a ganhar um pouco acima do break even em NL2 e já saquei um bónus de 10 euros e outros se seguirão em breve.

Já decidi que a banca vai ter de subir sem bónus e que os bónus serão para fazer cashout. Tenciono subir a banca até NL25 antes de pensar fazer qualquer alteração a isto. Ainda falta muito, mas o plano é para manter.

E estou a ganhar em NL2 SH? Bem... ganhar sim. Estou com 6.81 bb/100 em cerca de 17k mãos. Acho que tenho melhorado, mas ando algo desapoiado na evolução o que não ajuda. Tenho praticamente resumido o estudo à revisão das minhas mãos maiores na sessão. Depois ainda não encontrei alguém que me sirva de boa referência para o nível que jogo. Pode parecer estúpido o que estou a dizer, mas ainda não vi nenhum jogador/coach bom a bater NL2. Pelo menos como quem bate em mortos, não. Mas já vi vários a achar que sim. Isso sim. O que acho é que sobem demasiado rápido e usando os bónus, etc. O nível deles está bem acima e por isso nem se apercebem que pensam demais e que nem bateram verdadeiramente o nível.

Ou então eu sou mesmo muito estúpido... Mas não quero saber. Eu vou aprender a bater consistentemente o nível e por mim. Não há melhor sabedoria que a que nós próprios desenvolvemos e não há melhor altura para fazer essa evolução séria senão aqui no NL2. Este é o nível para as experiências todas e depois de descoberto o formato melhor para nós, limpamos este e mais uns dois ou três níveis que apareçam e mais uns transeuntes que estejam a passar na rua, só porque sim e porque somos bons e porque podemos. MAINADA!

A ver vamos como isto evolui. Para já estou a gostar e isso só por si já ajuda a manter esta minha insanidade mental de lutar em NL2 como se fosse o supra sumo dos objectivos de um jogador de Poker! :P

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Falha no tonner da impressora


Depois de umas sessões sempre a ganhar e a dar a tal sensação espectacular do imprimir dinheiro, veio o dia de hoje e uma sessão completamente negativa com a perda de quase 5 buy-ins.

Mesmo assim, desde que jogo cash a sério, vai para pouco mais de um mês, estou com uma performance de 7.28 bb/100 em cerca de 10k mãos. Acho que a tendência é para melhorar, por isso estou confiante que vou vingar também em cash.

Será que a sessão de hoje, foi um ajuste na variância dos últimos dias, ou terá mais algum motivo por trás? Bem, hoje seria um dia mau a nível psicológico para jogar, dado andar com problemas pessoais. De qualquer forma resolvi ir mais longe e rever bem a sessão para descobrir se tecnicamente estive bem ou nem por isso.

Para simplificar resolvi analisar mãos com mais de 20bbs no pote, quer tenha ganho ou perdido.

Primeira mão vista, nada a dizer. Recebo QQ no botão, vejo um peixe a fazer all-in atrás de mim, pago e recebo um all-in inesperado de outro jogador por cima. Como o pote oferecia mais de 5 para 1 nesta altura, tive que pagar o que faltava e pois... chapo com AA do jogador que veio por cima e a board não ajudou... Bye bye a 137,5 bbs só nesta... O peixe tinha JTo...

Segunda jogada vista, tenho KK em MP. Faço o open raise habitual e recebo call da SB. Flop 87Q e depois J com 3 cartas com draw para cor que eu não tinha. AI e ele mostra A3 com o 3 para possível cor. Nice. River flush para ele com o 3... Perdi este 75%-25% e com ele mais 98,50 bbs. Alguém que vá somando...

Terceira mão vista, faço dois pares em board dry, controlo o pote apesar de tudo e perco para set. Porreiro. Adeus mais 49 bbs...

Quarta mão vista, ofereci 30 bbs numa luta de botão contra SB. Fui parvo nesta e não cumpri a minha regra de não bluffar. Este mereci perder e sim, esta pode-se dizer que já estava a inventar.

Quinta mão, perdi 24 bbs numa board em que eu tinha draw para flush e duas over cards e acabei bluffado no river quando não bateu. Acontece.

Sexta mão vista. Deixo descontrolar um pote com um overpair de JJ em multi-way pot a 3 com raise pré-flop. Não respeitei um re-raise do terceiro jogador ao meu re-raise inicial em board dry. Paguei e ficamos all-in rapidamente, para ver set na mão dele e ir para um 8%-92%... Adeus a mais 115 bbs... Aqui devia ter cheirado o set, principalmente, analisando o jogo pré-flop e a agressividade pós-flop. Era impossível o meu overpair estar à frente ali... Bah... Tilt? Não sei, mas precipitação grande, sim. Esta conta para a cena do psicológico, pois acho que se estivesse normal, não largava tanto ali.

Sétima mão. Tenho QQ, faço uma 3bet a um jogador 21/5. Um terceiro jogador paga e o raiser inicial faz 4bet All-in. Paguei e levei com AA. Não gostei muito, pois ainda tinha mais um a falar e parecia na melhor das hipóteses estar num flip coin. Acho que ando com o gatilho demasiado leve com QQ na mão... 101bbs que disparei para outro lado. Esta conta metade para técnica e outra para a psi.

Oitava mão, joguei muito light um TJo em posição contra um peixe que tinha debaixo de olho. Ataquei um pouco a board. Faço dois pares no turn e vão todas. Azar que ele desta vez tinha top straight... 92,5 bbs. Psicológico. Mesmo contra peixes não costumo inventar desta forma.

Nona mão. AK contra um peixe. Faço top pair no turn e descontrolo o pote numa board muito wet para straight draws. O peixe passivo virou agressivo e nem reparei... bah... 74,5 bbs para a água.

Décima mão, mais umas 23 bbs inventadas em bluff contra um peixe... Yah... sem dúvida psicológico lixado. Esqueci muitas vezes a regra do não blufar o próximo...

Nas mãos que ganhei mais de 20 bbs, nada de anormal. Não dei nenhuma bad beat.

Resumindo e concluindo, numa sessão com 1.1k mãos, no que se resume ao grosso das mãos mais pesadas, posso dizer que levei com uma bad beat de quase 100 bbs e ofereci muitas mais por conta de andar a pensar na morte da bezerra em vez de nas mesas. Sem dúvida, sem dar por ela, as condições psicológicas entraram em jogo e fizeram com que inventasse demais. Saí muitas vezes da minha disciplina vencedora. O tonner de hoje falhou devido às minhas condicionantes psicológicas. Se calhar não preciso parar de jogar quando estiver assim, mas pelo menos tenho de estar bem mais alerta aos desvios do jogo normal e isso nem sempre é fácil. Direi que no mínimo, é mais arriscado. Amanhã há mais e espero voltar a ligar a impressora, mas desta vez, sem falhas no tonner!

domingo, 29 de maio de 2011

Como imprimir dinheiro em cash NL2


Não, se calhar ainda não encontrei a fórmula secreta para imprimir dinheiro directamente, mas acho que para lá caminho. E já esteve mais longe de certeza.

Depois das sessões negativas, resolvi analisar a fundo o que se passa em cash SH NL2. Em muitos lados, todos dizem que NL2, NL5 e mesmo NL10 é tudo a mesma coisa. É só experts. Pois, eu fartei-me de andar atrás dos outros e resolvi redescobrir a pólvora por mim.

Revi muitos dos potes maiores e andei a ler e ler e ler sobre o assunto. No fundo, não tenho mais tempo a perder e os resultados têm que aparecer. Não quero mais andar a sentir-me estúpido a jogar cêntimos... e a perder ainda para mais.

Estudei e descobri algumas coisas interessantes. Coloquei em prática e sim, por vezes, já fiquei com a sensação que estou a imprimir dinheiro!

Qual o segredo?

Bem, se calhar é tão simples como evitar metagames, pensar a mais e deixar de ver high-stakes. É o chamado regresso ao beijo americano, KISS: keep it simple stupid! :)

Ok, ok, eu revelo. Basicamente fiz 3 grandes ajustes:
- Bluffar quase nada: só nalgumas continuation bets e mesmo assim, sendo muito conservador;
- Jogar pré-flop muito sólido e de preferência sempre em posição;
- Controlar ou descontrolar o pote de acordo com a força da minha mão pós-flop: Se estou vulnerável, adeus potes grandes. Se estou forte, ligo o modo maníaco do "vão todas".

Para já está a funcionar e espero bem que continue. Mais uns dias e logo vos digo se ando a imprimir dinheiro ou, se pelo contrário, começo a querer enfiar-me numa lata de comida para peixes e fazer algum dinheiro a vender-me nos aquários... Se isto não funcionar rápido, mais vale ver isto de jogar cash como uma acção minha de voluntariado!

sábado, 28 de maio de 2011

Bah, bah e bah e mais bah!

Andei uns dias sem poder jogar Poker. Pego um dia em que tenho tempo e a Internet parece colaborar e abro 6 mesas de cash NL2. Resultado? Perdi 4 Buy-ins numa hora...

Eu sei que não adianta lamentar as bad beats e a má sorte e a coisa e tal... mas que me apetece matar alguém, apetece! E pelo menos apetecer tenho direito!

Que nervos, que irritação.  Fiz selecção de mesas, controlei a minha imagem, etc. Apanho os peixes em boas mãos e eles aparecem com a melhor! Pá, pronto não digo os palavrões aqui... ok e nem fora daqui que sou muito controlado, educado e prefiro fazer elevações para queimar a irritação. Hoje fiquei com os músculos a rebentar de tanta elevação... :P

Felizmente, posso dizer que nesta semana comprei o meu primeiro item com dinheiro ganho no Poker. Yeah! O meu telemóvel habitual anda avariado e por isso encomendei um novo e paguei com dinheiro dos ganhos. Sabe muito bem, acreditem! Até dá outra motivação para continuar a jogar.

PS: Bah na mesma...
PS2: Bah.
PS3: E a Internet está outra vez em baixo... pois... bah

sábado, 14 de maio de 2011

Como lidar com os preconceitos sobre o jogar Poker


Ontem a meio de um jantar, veio, já não sei a que propósito, o Poker à baila. Mal falei que jogava Poker, uma amiga minha comentou logo que eu devia largar isso já. Que o jogo é algo de muito mau e destrói pessoas saudáveis, mesmo as que são inteligentes.

Uns dias antes, a minha mãe viu a minha foto no Facebook com as duas cartas de Poker na mão e veio ter uma conversa séria e privada comigo. "Felizmente o teu pai ainda não viu isso... e é melhor nem lhe contares..."

O preconceito existe, é forte, está enraizado e ignora-lo não nos traz bem nenhum. Eis então como eu optei por lidar com isso.

Poderia optar por não falar do Poker a ninguém, mas opto pelo contrário. Falo a toda a gente que conheço, sendo adequado, claro. No Facebook, não estou preocupado se tenho ou não amigos que conheci pela vertente profissional e se poderão cometer juízos de valor sobre a minha foto. Tenho a certeza que alguns deles, sendo meus amigos, andam receosos de possíveis consequências negativas. Ainda para mais com os problemas profissionais de ordem financeira que atravesso, associar uma coisa à outra é um passinho. Mesmo assim, assumo os meus prazeres e o Poker faz hoje em dia parte da minha vida.

Donde vem o preconceito então?

Todos os preconceitos surgem do medo. Medo que as pessoas sentem de verem afectada a sua segurança. No caso medo de ruptura financeira. O medo em relação ao Poker vem do conceito popular, de jogo de azar e das histórias virais de pessoas que perderam tudo por vício de frequentar casinos.

Este medo e preconceito, tem por base uma informação muito distorcida e incompleta.

Por isso, quando me apresentam o preconceito, calmamente, explico que limites é que jogo (1/2 cêntimos no meu caso), que faço uma gestão de banca que cobre 25 vezes o valor que entro na mesa, podendo por isso perder perfeitamente algumas vezes sem risco financeiro. Explico o conceito de estudo e ser um jogador vencedor com base nesse estudo. Explico o conceito de skill, usando exemplos com probabilidades, do género, skill é colocar o dinheiro numa situação de 80% vs 20%. Ganho 4 vezes em 5. Uma vez vou perder. Skill é procurar o máximo de vezes com expectativa positiva. Ao longo do tempo, seremos vencedores se fizermos isso um número de vezes superior ao inverso. Claro que se tivermos períodos continuados de "azar", usamos a gestão de banca e baixamos os limites, mantendo assim o risco financeiro completamente controlado.

Nesta altura, as pessoas, apesar dos receios, já ficam mais calmas. Nesta altura já podemos até ir mais longe e explicar que também não há problema em gastar dinheiro no Poker, simplesmente, para nos divertirmos. Qual o problema de gastar 10 euros se ganhamos 2.000 euros por mês? Ou mesmo menos? Se podemos ir ao futebol, ao cinema, etc, qual o problema de o fazer divertindo-nos com um jogo de Poker?

Tipicamente, as pessoas não estão preparadas para darem um passo de gigante, mas com mais informação, o preconceito desaparece, ficando apenas alguns receios que também costumam diminuir ao longo do tempo.

Não evito o preconceito e aproveito as oportunidades para dar muito mais normalidade ao jogar Poker como qualquer outro hobby. Tenho tido resultados sempre bons e acho que posso ir para o céu com estas minhas boas acções em prol da modalidade.

Concluindo: Sou bastante saudável na minha gestão financeira do Poker e algo que à partida parece muito perigoso e péssimo para a altura que atravesso, é, pelo contrário, um excelente hobby divertido e social, que me liberta e distrai dos problemas difíceis do dia a dia. O Poker, é por isso actualmente, uma excelente fonte para recarregar as energias. Não há que ter medo dos preconceitos. Ainda para mais, quando se é um jogador vencedor como eu tenho sido, mesmo que nos limites mais baixos! Mas, tchiu! Não digam a ninguém que jogo a 1/2 cêntimos hehe. Deixem-nos pensar que sou daqueles que ganham aos 100k por mês... É bem mais cool... Bem... menos para os bancos... que a esses até me dava jeito haver limites de meio cêntimo! :P

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...