sábado, 27 de agosto de 2011

Ok, devo ter a mania da perseguição eu...

Só fiquei indeciso entre se escrevo aqui sobre como lidar com a variância de uma forma pedagógica, se aproveito o blog para dizer um belo conjunto de palavras proibidas ou se levo isto na desportiva e até activo o meu sentido de humor... Descubram vocês a seguir... Se calhar sai mistura de tudo... Nem eu sei...

Perdi 5 buy-ins, sem apelo nem agravo em NL4 cash SH na Lock Poker... Sim, perdi $20 numa única sessão... e isto tudo com um expected value (EV) total de +$2.5... Ok, dizem vocês, acontece. É a variância... Yah, que grande consolo. Já me sinto completamente bem com esse pensamento. Principalmente, porque sempre detestei olhar para o EV, pois é tipo a estatística dos perdedores. É tipo no futebol dizer que perdemos, mas o árbitro não marcou dois penalties a nosso favor... Yah... Eu só olho para os -$20 e apetece-me não me conter e partir qualquer coisa só porque é uma injustiça e alguém tem de pagar...

E pronto, já sei que partir algo não me ia consolar, pelo que não parto nada e fico ainda mais lixado porque não posso partir nada... o que me faz querer partir ainda mais coisas... e isto é um ciclo vicioso.

Tento o sentido de humor... Uso o chamado recurso às regras não escritas de Poker para jogadores em Tilt. Isto é fácil. É tipo pensar da seguinte maneira: se temos 50% vs 50% num all-in, seja ele qual for, já estamos atrás. Se for AK vs QQ, perdemos. Se for QQ vs AK, vai bater A ou K. Se estivermos a dominar, tipo AK vs AQ, já fomos, pois bate Q... e no river... Se for ao contrário já fomos. A única excepção é quando o AI é de tipo $1 em mesas que podiam chegar aos $8-$10. Aí ganhamos que é para nas estatísticas se manterem os 50%... Se temos AA, vão todos foldar para o nosso raise ou BB. Se forem a jogo, vamos perder para trio ou algo melhor. Se tivermos KK e formos All-In, o peixe ou maníaco, vai acordar com AA. Tão certinho como estar aqui a escrever este post!!!


Um amigo meu, dizia que as casas protegiam os jogadores mais fracos para eles se manterem a jogar e todos irem gerando rake. Depois de mudar de várias salas, sempre a acontecer-lhe o mesmo, passou a acreditar que cada jogador tem uma sina e que a dele é de azarado. Já perdi a conta aos dias em que ele afirma que o Poker não é para ele ou que o sentido de humor lhe dura cerca de 5-10 minutos em cada início de sessão... Ou eu ando demasiado a falar com ele, ou começo a concordar a 100% com ele. "Diz-me com quem andas, dir-te-ei como és"... Pois... se calhar é disso... enquanto ele não passar a ter sorte eu estou lixado... e depois apetece-me bater em alguém ou partir mais coisas... arghhhhhhhhhhhhhh...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...