terça-feira, 14 de junho de 2011

Assalto à banca: fazemos cashout dos bónus ou não?

E cá está mais um post longo para os amantes masoquistas de testamentos! Se não amas ler só porque sim e não curtes muito a cena masoquista, se calhar nem percas tempo. Eu se estivesse desse lado, também não sei se teria pachorra... Claro que vou usar a técnica de ir intervalando com imagens engraçadas para animar o pessoal a ler tudo, mas corro o risco na mesma de verem as imagens e mesmo assim não lerem... Bah, cada um com o seu destino. O meu é apenas o de escrever este post espectacular e super interessante. O vosso de decidir se estão para aí virados ou não. And the winner is?...
 

Nos últimos dias, surgiram dois temas muito interessantes graças aos feedbacks que recebo aqui no blog e nos posts de mãos que fiz na PokerStrategy.com. De facto os feedbacks, quando são construtivos e vão para além do reforço motivacional, fazem mesmo a diferença e, aqui e ali, influenciam a minha evolução.


O primeiro tema, é sobre a forma de jogar em NL2 SH de forma a bater o nível. Especialmente interessante é até que ponto devemos alargar ou não a nossa 3bet e se devemos ou não procurar um All-In pré-flop com AK.

Sobre este tema de bater a NL2 SH, direi que tenho estudado alguns dos jogadores vencedores no limite que encontrei e outros que me recomendaram nos feedbacks. Fiz umas análises mais avançadas às minhas próprias estatísticas de mãos e cheguei a algumas conclusões interessantes. Já as coloquei em prática em duas sessões com resultados bastante positivos. O volume de mãos com este sistema é muito reduzido e por isso muito cedo para concluir o que quer que seja. Digamos apenas que mesmo estando a perder mais de 400bbs/100 mãos com AA, devido a valentes bad beats, estou claramente num ritmo de ganhos como nunca tive. A ver se se mantém e se atinjo volume para falar mais pormenorizadamente sobre ele.


O segundo tema, e o objecto deste post, é sobre se devemos contar com os ganhos em dinheiro dos bónus para subir de nível mais rápido ou não.

A ideia de todos os que deram feedback e prática mais vulgarizada, é a de manter os bónus todos dentro da banca e considera-los como ganhos no jogo, ou seja, usa-los para subir de limite. Um bónus de €10 euros equivale em dollars a cerca de 7 buy-ins para NL2 e 3,5 para NL4. Ora, para quem joga com uma gestão de banca de 25 buy-ins, de facto, esse bónus tem um peso enorme, quando chega a hora de decidir a subida ou não. No fundo a aposta é de que o dinheiro é mais rentável investido imediatamente, do que retirado. Como são quantias de bónus pequenas para a nossa vida, tudo se resume a definir que o peso do bónus usado para subir de limite é bastante mais importante que o dinheiro usado para pagar uma noite de copos qualquer.

 

Tudo lógico, claro, mas haverá algo mais profundo a analisar?

Na minha opinião sim. As questões mais profundas que levanto são se com a subida mais rápida, não teremos perdido uma boa hipótese de perceber se já temos qualidade para subir ou não? Será que aprendemos mesmo Poker ou apenas tivemos sorte? Quantas mãos jogamos se usarmos o bónus? Será que podemos dizer que são mãos suficientes para fazer o level up? Se achamos que somos bons no nível acima, então porque não começamos logo no nível acima? Porquê esperar pelos bónus nesse caso? Podia estar aqui a questionar sem parar, mas termino com a seguinte: onde queremos ganhar as bases sólidas de uma mente vencedora, que descobre a sua própria estratégia? Em NL2 ou NL4 ou mesmo NL10? Onde queremos fundamentar as nossas bases? Será que precisamos das fundamentar ou não?

Na minha visão, a NL2 é o nosso primeiro playmoney para sermos Jogadores de Poker, com J grande. Não para sermos imitadores de jogadores de Poker. Se não ganhamos a doer na NL2, vamos ser bons jogadores onde? Qual o nível onde estagnaremos? NL10, NL25? NL50? Por isso pretendo sacar o dinheiro de bónus e não conta-lo para subir de nível. É um sacrifício que acredito valer a pena em prol de uma melhor compreensão sobre o que faço nas mesas. Se virem o primeiro ponto, até julgo que já formei uma estratégia vencedora que compreendo perfeitamente, porque fui eu que a deduzi. Mesmo que tenha deduzido o óbvio, desta vez, eu consigo perceber plenamente o que faço e não ando a seguir tabelas ou aplicar estilos. Estou a criar o meu próprio estilo e agora os outros que digam se o meu estilo é básico ou geek ou estúpido ou o que lhes apeteça. No final do dia, o meu estilo, é simplesmente, o meu estilo. Será nele que evoluirei e não no de outro qualquer.


Para além disso, considero o fazer cashout dos bónus um excelente hábito para começar já a motivar um jogador a sentir dinheiro nas mãos vindo do Poker. No fundo jogamos para ganhar dinheiro e não apenas para subir a banca. Com cashouts assim tão cedo, aprendemos na base a equilibrar o objectivo de ganhos com a subida de banca. O valor é baixo, mas não deixa de ser simbólico e acreditem que não há melhor sensação que a de comprar algo com os ganhos vindo do Poker. Claro que cada um pode definir até onde quer ir antes de começar com os cashout. Eu ainda no Sábado comprei umas chuteiras de €27,99 e paguei com o meu MasterCard do Poker (do Moneybookers) e mais uma vez senti-me o dono do mundo! :D

Eu quero muito ser um bom jogador de Poker. Não um mais ou menos que ganha. Para isso quero perceber completamente o que faço. É o que fazem os melhores. Eles não aplicam nada sem compreenderem muito bem os conceitos que estão na base. Por isso são os melhores e por isso custa tanto chegar ao nível deles. Eles escrevem livros, outros lêem-nos. Eu quero estar do lado dos que escrevem, mesmo que se riam de mim por eu jogar NL2 como se fosse High Stakes. Eu compreendo-vos e respeito. Vocês são se calhar mais espertos, eu mais teimoso. Desde que no final ambos façamos algo que acreditamos e nos divirtamos no percurso, até acho piada a ser diferente nalgumas coisas. Sirvo de cobaia nem que seja. :)


And the winner is... EMPATE!

Gosto de agradar a todos os que me fazem o favor de ler esta cena até ao fim e de vez em quando até me motivarem com um feedback todo porreiro! Tenho a minha opção feita por não usar os bónus para subir de limite e por isso irei fazer cashout dos bónus. Digamos que é uma questão de opção pessoal e a variedade de estilos é o que faz desta modalidade uma verdadeira paixão interessante de seguir e partilhar. Se todos fizéssemos o mesmo, isto era uma verdadeira seca, era ou não era?!


PS: Espero que tenham gostado das imagens. Tentei agradar a todos os estilos, hehe. Só não meti o Justin Beaver, porque apesar de tudo ainda tento manter um certo nível de exigência... O Futre ainda teria piada porque está na moda, embora já um pouco gasto... o outro seria apenas de mau gosto... assim tentei apenas aparolar um pouco para vos reter até aqui e agora vou mas é dormir que se faz tarde! :P

4 comentários:

  1. Todos temos um estilo diferente com ou sem cashouts.. Não es o unico que levanta os bonus certamente. Apenas te deram uma dica, para o nivel que estas a jogar, era uma mais valia para ti manteres os bonus na banca.

    Não percebo qual é a diferença de um cashout de uma parte da banca ou do valor do bonus... Tudo é cashout, não ha diferença, agora depende da banca que tu tens...

    Se tens banca que te permite fazer cashout e manter os BI's necessarios para jogares no nivel, tudo bem, agora um facto é que vais demorar uma eternidade a saltar para o proximo nivel e isso pode ser a morte do artista.

    Acho que não estas a ser diferente, é apenas uma gestão tua e se acreditas nessa gestão vai em frente. Boa sorte para ti.

    ResponderEliminar
  2. Boas, again.

    Em relação ao tema já dei a minha opinião no post anterior. Mas de qq maneira respeito a tua decisão.
    O que posso acrescentar ao que tinha dito é que NL2 e NL5 (e NL10 com algumas nuances) é praticamente tudo a mesma coisa, logo estares mais tempo em níveis inferiores é perderes tempo.

    Por exemplo, disseste que pagaste €28 por umas chuteiras. São $40! São 20 buy-ins de NL2 e 8 de NL5!
    Com a winrate que tens (5.66bb/100) demoras 35k mãos a fazer isso em NL2. Mas se conseguires manter a wr em NL5 já só demorarás 14k mãos (ou já agora para NL10 apenas 7k mãos).
    E depois há outra coisa, quanto mais alto jogares, maiores vão ser as recompensas de bónus e fpp's que tanto ambicionas. Vês as vantagens?
    Na minha opinião seria:
    - Move fast
    - Aprende (e garanto-te q vais ter tempo para isso. não é que se possa ir de NL2 a NL10 em 3 dias. acho que este é outro assunto que estás a desvalorizar)
    - Aponta para bónus maiores
    - Cash-out
    - ??
    - Profit

    Boa sorte!

    ResponderEliminar
  3. Excelente post! Eu penso mais ou menos da mesma forma que tu, e o dinheiro do rakeback não o tenho na conta do poker mas na main account, mas agora que li o que disse o nunotg, se calhar não é a mesma forma de ver as coisas! No entanto mais importante do que a banca deves-te sentir motivado para subir de nível. Abraço e boa sorte

    ResponderEliminar
  4. Obrigado mais uma vez pelos vossos comentários construtivos. Estão mesmo a obrigar-me a aprofundar ainda mais o tema e está a valer muito a pena!

    Na defesa da opção de manter os bónus para a gestão de banca nestes níveis iniciais, acho que existem dois pontos base que eu coloco em causa:
    - O de que NL2, NL4 ou NL10 é igual. Eu acho que não. Para quem joga NL50 ou passou por estes níveis com bónus e nem se sabe se teve ou não variância, admito que pense que são iguais, mas eu acho que pela minha experiência nos STTs onde me diziam o mesmo e depois verifiquei que não era bem assim, acho que são diferentes;
    - O segundo princípio que coloco em causa, é que uma winrate em NL2 se manterá nos outros níveis.

    No entanto, terei que reflectir sobre os outros benefícios que vocês referem numa espécie de prós e contras para ver o que será o melhor formato.

    PS: Sobre o pormenor de ter pago as chuteiras com dinheiro de Poker, não foi dinheiro do cash, mas sim dos STTs. Tenho as bancas separadas.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...